Emoção marca decisão do Ranking Fri-ribe / Club Med no Centro Hípico Guega

Emoção marca decisão do Ranking Fri-ribe / Club Med no Centro Hípico Guega

Chegou ao final neste sábado (11/12) o Ranking Fri-ribe / Club Med de Hipismo 2010. Após quase 10 meses e nove etapas com disputas de tirarem o fôlego, a competição foi encerrada no Centro Hípico Guega, em Ribeirão Preto (SP), cumprindo a missão de ser um verdadeiro celeiro de revelações no hipismo brasileiro.

Além dos troféus e medalhas da etapa final, foram homenageados com placas especiais os três primeiros colocados de cada categoria do Ranking 2010.“Muitos desses jovens poderão estar no alto do pódio nos próximos anos, nas mais importantes provas do hipismo nacional e, quem sabe, até mundial”, garante o cavaleiro olímpico Serguei Fofanoff, o Guega.

Junto à última etapa do Ranking Fri-ribe / Club Med, foram realizadas duas provas de hipismo rural, “Pais e filhos e meu querido instrutor”, na qual as duplas procuraram completar o percurso no melhor tempo possível, e “Tratadores”, uma justa homenagem àqueles que durante todo o ano foram o braço direito dos cavaleiros e amazonas.

FESTA – Mesmo após as provas, a final do Ranking Fri-ribe / Club Med ainda reservou outras emoções aos competidores, com o sorteio de diversos brindes, entre eles uma mota 0km, que ficou com José Augusto de Paula, e uma viagem de sete dias para o resort Club Med Itaparica, na Bahia, premiada para Lara Ripari Leite. Os outros sorteados foram André Ganzerli (aparelho de DVD), Ricardo Feres (MP4), Leticia Vitorelo (computador), Arthur Fofanoff (home theater) e Izabela Bessa Rueda (Playstation).

Para completar literalmente a festa, já que o anfitrião Guega Fofanoff aniversariou no dia, foi servida a todos os presentes uma deliciosa feijoada preparada pelo renomado chef Pirika Marchezzi, de Ribeirão Preto.

Acesse o site www.guega.com.br e confira resultados finais e fotos de todas as etapas do Ranking Fri-Ribe/Club Med, além de informações sobre o Centro Hípico Guega.
Regional RP do SindusCon-SP realiza confraternização de final de ano

Regional RP do SindusCon-SP realiza confraternização de final de ano

Com a presença de cerca de 200 pessoas, a Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP realizou nesta quinta-feira, dia 09/12, na Fazenda Santa Maria, sua tradicional confraternização de final de ano. Além dos empresários da construção civil, a festa reuniu representantes de diversas entidades ligadas ao setor.

“Trata-se de uma confraternização não apenas entre as empresas, mas sim com todos os segmentos que convivem direta ou indiretamente com a construção civil durante o ano”, afirma o diretor da Regional Ribeirão Preto, Eng. José Batista Ferreira.

Em clima de descontração, os convidados saborearam a tradicional “comida de boteco”, ao som dos consagrados músicos Luiz Paulo Baroni e Pantanal, de Ribeirão Preto.
Centro Hípico Guega sedia etapa final do Ranking Fri-Ribe/Club Med

Centro Hípico Guega sedia etapa final do Ranking Fri-Ribe/Club Med

Após nove meses e oito etapas de emocionantes disputas, chega ao final neste sábado (11/12), o Ranking Fri-ribe / Clube Med de Hipismo 2010. Além do encerramento da competição e a premiação aos melhores do ano, o Centro Hípico Guega (Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317), em Ribeirão Preto (SP) também vai receber atrações especiais, como provas caça e de hipismo rural. O evento, que reúne centenas de conjuntos da região e até de outros estados, terá início às 9 horas, com entrada gratuita.

Serão disputadas provas em duas pistas para definir os vencedores dos troféus ouro, prata e bronze da temporada 2010, nas várias séries que compõem a competição, que soma pontos também para o Ranking FPH – Alta Mogiana e é um verdadeiro celeiro de revelações no hipismo brasileiro. Também serão realizadas três provas de hipismo rural: “pais e filhos”, “meu querido instrutor” e “tratadores”.

Ao final, após as premiações, serão sorteados entre os atletas diversos brindes, entre elas uma moto 0 km, televisão, computador, Home Theater, DVD, Playstation II e MP4.

Acesse o site www.guega.com.br e confira resultados e fotos das oito últimas etapas do Ranking Fri-Ribe/Club Med, além de informações sobre o Centro Hípico Guega.

SERVIÇO
IX Ranking Fri-ribe / Club Med de Hipismo
Local: Centro Hípico Guega
Endereço: Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317 – Ribeirão Preto (SP)
Data: 11/12/2010 (sábado)
Horário: a partir das 9h30
Entrada gratuita
Crescimento do emprego na construção continua a desacelerar em outubro

Crescimento do emprego na construção continua a desacelerar em outubro

O crescimento do nível de emprego formal na construção civil brasileira manteve a tendência de desaceleração em outubro. Foram contratados 16.345 trabalhadores, num aumento de 0,57% em relação ao número de empregados existente em setembro. Os dados são da pesquisa realizada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a FGV (Fundação Getulio Vargas).

Ainda assim, o número de empregados formais na construção civil em outubro atingiu 2,863 milhões, novo recordo na série histórica. No acumulado de 2010, foram contratados 405,6 mil trabalhadores (+16,51%) até outubro e em 12 meses, 375,8 mil (+15,12%).

No Estado de São Paulo, a alta de outubro (+0,13%) no nível de emprego da construção foi um pouco melhor que em setembro, quando cresceu 0,09%. O saldo positivo entre contratações e demissões em outubro ficou em 956 trabalhadores. No ano, foram agregados mais 67,6 mil empregados formais (+9,91%) e em 12 meses, mais 63,9 mil (9,31%). Ao final de outubro, o setor superava os 750,6 mil empregados formais no Estado, também um recorde na série histórica.

O desempenho do emprego na capital paulista, entretanto, puxou para baixo a média do Estado de São Paulo. Na cidade de São Paulo, o saldo do emprego pendeu para as demissões: foram fechados 304 postos de trabalho em outubro, baixa de 0,09% em relação a setembro. No ano, o acréscimo de emprego na cidade de São Paulo foi de 8,27% e, em 12 meses, a alta é de 8,10%.

Pelo Interior, a região de São José dos Campos também foi responsável direta pelo saldo modesto do mês. Na região, foram fechados postos de trabalho (-2,38%). Em termos percentuais, a Regional de Santos apresentou o melhor desempenho no Estado, com alta de 2,49% ou mais 697 postos de trabalho.

Brasil – Entre as regiões do Brasil, a Nordeste foi novamente a de maior elevação em termos percentuais, com mais 1,46% ou 8.678 trabalhadores, seguida pelo Sul, que contratou 1.688 pessoas (+0,43%). Por outro lado, a região Norte, que vinha registrando altos índices de empregabilidade na construção civil desta vez contabilizou baixa de 0,32%, com a dispensa de 558 pessoas.
Guega Fofanoff é campeão brasileiro pela oitava vez

Guega Fofanoff é campeão brasileiro pela oitava vez

O ribeirãopretano Serguei Fofanoff, o Guega, conquistou neste final de semana os Campeonatos Brasileiro e Paulista de Hipismo na modalidade CCE (Concurso Completo de Equitação), categoria Sênior**. Os títulos, ambos montando Ekus TW, foram garantidos no Grande Prêmio ABHIR de CCE e Adestramento 2010, prova realizada nos dias 27 e 28 de novembro, na Sociedade Hípica de Ribeirão Preto, reunindo cerca de 80 conjuntos de vários estados.

É o oitavo título brasileiro (terceiro consecutivo) e o terceiro paulista de Guega Fofanoff, que já conquistou índice para os Jogos Pan-americanos de Guadalajara (México) 2011.

A vitória também garantiu a Guega Fofanoff o título brasileiro por equipes, montando Bárbara TW, ao lado dos conjuntos Jesper Martendal/Land Rhummy, Fernando Perracini/Lady Hermione e Nathalia Khouri/Léo de Lorena.

“São três conquistas muito importantes e que nos motivam ainda mais para os desafios do próximo ano: os Jogos Pan-americanos e a reta final da preparação para os Jogos Olímpicos de Londres, que acontecerão em 2012”, afirma Guega Fofanoff.

Além dele, o cavaleiro André Ganzeli, do Centro Hípico Guega, também brilhou na prova. Montando Fujitsu, Ganzeli conquistou o primeiro lugar na categoria Avançado do Grande Prêmio ABHIR 2010. Logo atrás vieram Emileide Pereira com Avalon da Figueria e Leonardo Fernandes com Pit Star.

SALTO – No mesmo final de semana, os irmão Rodrigo e Felipe Marchezzi, também atletas do Centro Hípico Guega, conquistaram excelentes resultados na 3ª Prova Regional Haras Manoel Leão, em Ribeirão Preto, na categoria jovens cavaleiros. Montando Kiss, Rodrigo venceu a prova na série 1,10m, enquanto que o conjunto Felipe/Mamulet conquistou o primeiro lugar na série 1,00m e o quarto na 1,10m.

GUEGA FOFANOFF – Serguei Fofanoff, o Guega, nasceu em Ribeirão Preto (SP), em 11 de dezembro de 1968. Iniciou sua carreira no hipismo rural, sendo treinado, durante a juventude, na Europa, por Lars Sederholm, um dos maiores treinadores do mundo de CCE (Concurso Completo de Equitação), e Nélson Pessoa, pai de Rodrigo Pessoa.

É o cavaleiro que mais vezes representou o Brasil em competições internacionais, acumulando participações em três Olimpíadas (Barcelona/92, Atlanta/96 e Sydney/2000), três Jogos Equestres Mundiais (Suécia/90, Holanda/94 e Estados Unidos/2010) e três Jogos Pan-Americanos (Mar Del Plata/95, Winnipeg/99 e Rio de Janeiro/2007).

Entre os inúmeros títulos conquistados em sua vitoriosa carreira, Guega é octacampeão brasileiro (1989/91/93/97/2003/2008/2009 e 2010), campeão sul-americano (1991), tricampeão paulista (1987/2007 e 2010) e medalha de ouro (1995) e prata (1999) nos Jogos Pan-americanos. Em novembro do ano passado, foi homenageado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) com o “Prêmio Brasil Olímpico 2009”.
CUB paulista cai em novembro pelo terceiro mês seguido

CUB paulista cai em novembro pelo terceiro mês seguido

Pelo terceiro mês seguido, o CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo apresentou queda em novembro. O índice registrou no mês retração de 0,13%, em relação a outubro. O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos de obras, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

A variação negativa no mês foi novamente em decorrência da redução dos preços de materiais de construção, cujos custos tiveram deflação média de 0,30%, na comparação com outubro. Mais uma vez, os custos da mão de obra e dos custos administrativos, representados pela remuneração de engenheiros e arquitetos, não variaram no mês. A média ponderada entre os três itens resultou no declínio do CUB de 0,13% no período.

De janeiro a novembro, o CUB registra aumento acumulado de 5,49%. Nos doze meses até novembro, o aumento é de 5,48%. Em novembro, o CUB representativo da construção civil paulista (R8-N) ficou em R$ 902,30 por metro quadrado.

No mês, todos os 41 insumos da construção pesquisados para o CUB registraram altas de preços inferiores ao IGP-M (o qual variou 1,45%). Veja alguns aumentos de preços em novembro:

Tubo de cobre – 1,07%, Dobradiça de ferro polido – 0,75%, Impermeabilizante tipo vedacit 18l – 0,61%, Tábua de madeira – 0,55%, Batente para pintura – 0,54%, Vidro liso transparente 4 mm – 0,53%, Areia média lavada – 0,42%, Fio cobre anti-chama – 0,40%, Emulsão asfática com elastômero – 0,33% e Bloco cerâmico para vedação – 0,32%.
Déficit habitacional se mantém apesar da queda do número de moradias inadequadas

Déficit habitacional se mantém apesar da queda do número de moradias inadequadas

O déficit habitacional brasileiro, número de habitações necessárias para que cada família do país tenha uma habitação digna, totalizou 5.808.547 unidades em 2009. O levantamento foi feito pelo SindusCon-SP e pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV, com base nos dados do IBGE.

Este número é apenas 0,15% maior que o déficit de 5.799.859 moradias registrado em 2008, o que mostra que ele se manteve praticamente inalterado. A boa notícia é que o déficit habitacional por inadequação, representado pelas moradias improvisadas, rústicas, as localizadas em favelas e os cortiços, caiu de 3.780.113 habitações em 2008 para 3.521.089 em 2009 (queda de 6,8%).

Já o déficit habitacional por coabitação, representado pelo número de famílias que convivem com outras na mesma moradia e expressaram o desejo de se mudar, subiu de 2.019.746 em 2008 para 2.277.458 em 2009 (acréscimo de 12,7%).

O déficit brasileiro absoluto é a soma dos déficits por inadequação e por coabitação. Já o déficit relativo, que é o percentual das famílias que estão nesse déficit em relação ao total de famílias do país foi de 9,3% em 2009. Isso mostrou ligeira queda, uma vez que o déficit habitacional relativo em 2008 foi de 9,5%.

Política perene - Na análise do presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, "os números continuam expressivos e reforçam a necessidade de uma política habitacional perene, que efetivamente erradique o déficit habitacional nos próximos anos. O programa habitacional Minha Casa, Minha Vida foi positivo por ter entregue a execução das moradias para a baixa renda à iniciativa privada, mas ele depende da renovação de recursos para sua continuidade".

Para o presidente do SindusCon-SP, "ainda não se pode atribuir a diminuição do déficit por inadequação ao Minha Casa, Minha Vida, porque ele foi lançado em 2009, e somente a partir de 2010 seus resultados se farão sentir".

Segundo o diretor de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, a queda no número de moradias inadequadas "se explica pela melhoria de renda e pelo aumento de acesso ao crédito imobiliário". De outro lado, "o fato de mais famílias manifestarem o desejo de deixarem de conviver sob o mesmo teto demonstra que um segmento da população começou a vislumbrar a possibilidade da aquisição da casa própria, antes inacessível".

Inadequação – O levantamento mostra que o déficit por inadequação ainda corresponde a 61% do déficit habitacional brasileiro. Cerca de 77% das moradias inadequadas são habitadas por famílias que ganham até 3 salários mínimos por mês. Quase um terço desses domicílios são habitados por famílias que recebem entre 1 e 2 salários mínimos de renda mensal. Já na coabitação, 62% das famílias que manifestaram o desejo de se mudar têm renda mensal de até 3 salários mínimos.

Nos Estados – O maior déficit estadual absoluto em 2009 foi o de São Paulo, com 1,127 milhão de moradias, seguido pelo Rio de Janeiro (537 mil), pelo Pará (509 mil), por Minas Gerais (444 mil) e pelo Maranhão (429 mil).

Os maiores déficits relativos foram os dos Estados do Amazonas (25,4%), Pará (23,1%) e Maranhão (22,7%).
“Cavalguega” reúne amantes do hipismo em passeio de Ribeirão a Dumont

“Cavalguega” reúne amantes do hipismo em passeio de Ribeirão a Dumont


A manhã ensolarada deste domingo (21/11) contribuiu ainda mais para o sucesso da “II Cavalguega”, passeio equestre comandado pelo cavaleiro olímpico Serguei Fofanoff, entre Ribeirão Preto e Dumont (RS). A cavalgada, que saiu do Centro Hípico Guega, teve recorde de participantes, unindo gerações de amantes dos cavalos e da natureza nos 17 km até o ponto final, no Pesqueiro Veronez.

Na chegada, os cavaleiros e amazonas foram recebidos com um delicioso almoço, com pratos como moqueca de peixe, costelinha de porco, arroz branco, farofa e salada de folhas e legumes, além de saborosos doces caseiros de sobremesa. Para animar ainda mais a festa, violeiros tocaram boas “modas de viola”.

“Foi com muita alegria que realizamos a Cavalguega, com a intenção de proporcionar a todos um dia de confraternização e, principalmente, de contato da natureza. Tivemos participantes de todas as idades, unidos pelo mesmo prazer que é cavalgar”, disse Serguei Fofanoff, o Guega.

Acesse o site www.guega.com.br e confira fotos do Cavalguega, além de informações sobre o Centro Hípico Guega.
MCI Maistro é campeã da Copa SindusCon-SP

MCI Maistro é campeã da Copa SindusCon-SP


Com gols de Zezinho (3) e Miguel, a MCI Maistro goleou no sábado (20/11) a Simioni Viesti, por 4 a 2, no Olé Brasil – Unidade Itatiaia, e ficou com o título da Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol 2010. Em terceiro lugar chegou a Habiarte Barc, que venceu a Costallat Engenharia numa partida bastante equilibrada, por 5 a 4. Foi o primeiro título da equipe na história do torneio, disputado desde 1999.

O jogo começou com as duas equipes se estudando em quadra. Com isso, o primeiro tempo terminou empatado em 1 a 1, gols de Zezinho e Rildo, para a Simioni Viesti. Na etapa final, porém, mesmo com o adversário chegando a virar o jogo, com gol de Adauto, a MCI Maistro fez prevalecer seu bom futebol e fechou o placar com mais dois gols do artilheiro da manhã e Miguel.

Pelo time campeão jogaram: João Paulo, Zezinho, Miguel, Agnaldo, Esquilo, Evânio, Marruada, Beto e Joel. Já o vice-campeão utilizou os seguintes atletas: Misael, Adauto, Rafael, Moisés, Samuel, Rildo, Alexsandro e Gustavo.

Após os jogos, além da entrega dos troféus e medalhas aos primeiros colocados, foram premiados o artilheiro da competição, Marcelo Paulino, e o goleiro menos vazado, Émerson. Ambos são da Habiarte Barc, que no ano passado conquistou o título da Copa SindusCon-SP.

FESTA – A Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol é o grande evento esportivo da Regional Ribeirão Preto do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, oferecendo oportunidade de confraternização entre todos os integrantes da indústria da construção civil na região.

Neste ano, os atletas inscritos, das 14 equipes, participaram do almoço de confraternização da Copa SindusCon-SP. Na oportunidade, além dos shows musicais, foram sorteados diversos brindes, como bicicletas, aparelhos de DVD e micro systems.

Além das quatro que decidem os primeiros lugares neste sábado, participaram da Copa SindusCon-SP outras 10 equipes: Goldfarb, Stéfani Nogueira, Perdiza Villas Boas, Base Fundações, CP Construplan, SondoBase, Copema, Rodrigues Barizza, Jábali Aude e Construtora Pagano. O torneio é organizado pela Regional Ribeirão Preto do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, com o patrocínio do Cimento Itaú.

GALERIA DOS CAMPEÕES
1999 – Simioni Viesti
2000 – Expandh Imóveis
2001 – Construtora Croma
2002 – Expandh Imóveis
2003 – Jábali Aude
2004 – Não foi disputada
2005 – Phercon
2006 – Não houve campeão
2007 – Perdiza Villas Boas
2008 – Perdiza Villas Boas
2009 – Habiarte Barc
2010 – MCI Maistro
Juninho será um dos goleiros do Sertãozinho em 2011

Juninho será um dos goleiros do Sertãozinho em 2011


O jovem Juninho, de 22 anos, será um dos goleiros do Touro dos Canaviais no Campeonato Paulista da Série A2 – 2011. O arqueiro se apresentou ao treinador Carlos Rabelo nesta quinta-feira, dia 18/11, e já iniciou os treinamentos.
Natural de Aracaju (SE), Juninho estava defendendo o Desportivo Brasil-SP. Antes disso, o goleiro passou pelo São Caetano.

CONHEÇA O CRAQUE
JUNINHO
Nome completo: José do Nascimento Silva Júnior
Posição: Goleiro
Nascimento: 12/02/1988 – Local: Aracaju (SE)
Último clube: Desportivo Brasil-SP
Clube anterior: São Caetano
Cássio e Luciano Dias se apresentam ao Touro dos Canaviais

Cássio e Luciano Dias se apresentam ao Touro dos Canaviais


Os reforços não param de chegar ao Estádio Frederico Dalmaso. Nesta sexta-feira, se apresentaram ao Sertãozinho FC o lateral-direito Cássio, ex-Icasa e Botafogo de Ribeirão Preto, e o atacante Luciano Dias, ex-CRB, Paysandu, Gama e América-RN. Os dois jogadores já assinaram contrato e iniciaram os trabalhos físicos com o restante do elenco.

O atacante Luciano Dias, irmão do zagueiro Leandro Dias, ex-São Paulo, é um velho conhecido do técnico Carlos Rabelo, com quem trabalhou no Coruripe, de Alagoas, durante o Campeonato Brasileiro da Série C – 2007. Animado com sua primeira oportunidade no futebol paulista, o artilheiro espera balançar as redes muitas vezes na Série A2.

“Quero fazer um grande trabalho e colaborar com o clube para voltar à Primeira Divisão. Estava esperando essa chance em São Paulo há muito tempo e graças a Deus ela chegou”, afirma Luciano Dias.

Assim como ele, o lateral Cássio, que disputou o Brasileiro da Série pelo Icasa-CE até setembro, promete muita raça para levar de volta o Touro à Série A1. “Vamos fazer um bom campeonato e ajudar o Sertãozinho a subir”, diz Cássio, que no primeiro semestre deste ano conquistou o título do interior, trabalhando com o atual gerente de futebol grená, José Galli Neto.

CONHEÇA OS CRAQUES
CÁSSIO
Nome completo: Cássio Lopes da Silva
Posição: Lateral-direito
Nascimento: 27/09/1983 – Local: Salvador (BA)
Último clube: Icasa-CE
Clubes anteriores: Botafogo-SP e União de Leiria (Portugal)

LUCIANO DIAS
Nome completo: Luciano Fernandes Dias
Posição: Atacante
Nascimento: 20/09/1985 – Local: Itajubá (MG)
Último clube: CRB-AL
Clubes anteriores: Paysandu-PA, Gama-DF, América-RN e Coruripe-AL
Simioni Viesti e MCI Maistro disputam título da Copa SindusCon-SP

Simioni Viesti e MCI Maistro disputam título da Copa SindusCon-SP


Após quase dois meses de equilibradas disputas, chega ao final neste sábado (20/11) a Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol 2010. A decisão vai colocar em quadra, a partir das 10 horas, no Olé Brasil – Unidade Itataia, as equipes Simioni Viesti e MCI Maistro. Antes disso, às 9 horas, Costallat Engenharia e Habiarte Barc, atual campeã, disputam o terceiro lugar da competição, que reuniu 14 times de construtoras de Ribeirão Preto (SP).

Entre os dois finalistas, a Simioni Viesti é a única a já ter conquistado o título, por coincidência, na primeira edição da Copa SindusCon-SP. Do atual time, dois atletas, Rildo Batista dos Santos e Adauto Mazalli, participaram da campanha vitoriosa em 1999 e esperam o bicampeonato.

“Os meninos estão ansiosos, mas com a experiência de mais uma final conseguimos passar tranquilidade ao grupo”, afirma Rildo, lamentando os dois desfalques da equipe para a partida. “Mas seguimos confiante nessa linda confraternização”.

A busca pelo título inédito é a principal motivação da MCI Maistro, que já disputou o campeonato em outras oportunidades, mas nunca havia chegado tão longe. “A expectativa é grande. O pessoal está bem animado pois participamos de outras Copas SindusCon-SP e fomos eliminados nas primeiras fases”, revela Arlindo Teixeira, coordenador do time. “Estamos sentindo que agora é a hora”.

ARTILHARIA – Outra disputa que promete agitar o sábado é pelo troféu de artilheiro da Copa SindusCon-SP. Até agora, Milher Silva (Copema) e Rafael Baldini (Jábali Aude) dividem o primeiro lugar, com 10 gols cada, seguidos de perto por Carlos Henrique (Jábali Aude), Marcelo Paulino (Habiarte) e José Alves (MCI Maistro), cada um com nove gols.

FESTA – A Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol é o grande evento esportivo da Regional Ribeirão Preto do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, oferecendo oportunidade de confraternização entre todos os integrantes da indústria da construção civil na região.

Neste ano, todos os atletas inscritos, das 14 equipes, participarão do almoço de confraternização da Copa SindusCon-SP, neste sábado. Na oportunidade, além dos shows musicais, eles vão concorrer ao sorteio de diversos brindes.

“A competição oferece um ambiente saudável e de integração entre empresários, colaboradores e seus familiares”, afirma o diretor da Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP, José Batista Ferreira, um dos grandes incentivadores do torneio.

Além das quatro que decidem os primeiros lugares neste sábado, participaram da Copa SindusCon-SP outras 10 equipes: Goldfarb, Stéfani Nogueira, Perdiza Villas Boas, Base Fundações, CP Construplan, SondoBase, Copema, Rodrigues Barizza, Jábali Aude e Construtora Pagano. O torneio é organizado pela Regional Ribeirão Preto do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, com o patrocínio do Cimento Itaú.

GALERIA DOS CAMPEÕES
1999 – Simioni Viesti
2000 – Expandh Imóveis
2001 – Construtora Croma
2002 – Expandh Imóveis
2003 – Jábali Aude
2004 – Não foi disputada
2005 – Phercon
2006 – Não houve campeão
2007 – Perdiza Villas Boas
2008 – Perdiza Villas Boas
2009 – Habiarte Barc
Centro Hípico Guega realiza “Cavalguega”

Centro Hípico Guega realiza “Cavalguega”

Engraxe a bota e sele o cavalo, porque acontece neste domingo (21/11), a partir das 7h30, a segunda edição da “Cavalguega”, passeio equestre comandado pelo cavaleiro olímpico Serguei Fofanoff, entre as cidades de Ribeirão Preto e Dumont. A concentração será no Centro Hípico Guega (Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317 – Ribeirão Preto), onde os participantes tomarão o café da manhã e de lá seguirão para 17 km de interação com a natureza montados a cavalo.

Durante a “Cavalguega” serão realizadas duas paradas, para descanso e abastecimento de água. Além disso, haverá uma equipe de apoio à disposição dos participantes. A chegada da comitiva ao Pesqueiro Veronez, em Dumont, está prevista para as 12h30.

Para repor as energias dos cavaleiros e amazonas, será servido um delicioso almoço, com muita muqueca de peixe, costelinha de porco, arroz branco, farofa e salada de folhas e legumes, além de saborosos doces caseiros de sobremesa. A diversão ficará por conta dos violeiros e muita música caipira.

Podem participar da “Cavalguega” proprietários de animais, cavaleiros, amazonas, alunos da Escola de Equitação Guega e também familiares e amigos. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas antecipadamente, pelos telefones (16) 3637.8841 ou 9188-1459.

SERVIÇO
2ª Cavalguega
Data: 21/11 (Domingo)
Horário: a partir das 7h30
Saída: Centro Hípico Guega (Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317 – Ribeirão Preto)
Participação com cavalo próprio: R$130,00
Participação com cavalo da escola de equitação/alugado: R$160,00
Inscrições pelo telefone (16) 3637.8841, com Tatiana Pimenta.

Programação
07h30 – Concentração e café da manhã
08h00 – Saída
09h30 – 1ª Parada (Descanso e abastecimento de água)
11h00 – 2ª Parada (Descanso e abastecimento de água)
12h30 – Chegada ao Pesqueiro Veronez, em Dumont
Imposto de Renda incidente sobre benefícios previdenciários pagos de forma acumulada

Imposto de Renda incidente sobre benefícios previdenciários pagos de forma acumulada



Milhões de brasileiros recebem benefícios previdenciários (aposentadorias, pensões, etc.), os quais são pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social – INSS. A par disso é com frequência que os pensionistas do INSS, diante de ilegalidades cometidas pela entidade de previdência oficial, têm de pleitear seus direitos junto ao Poder Judiciário, ingressando com ações para o recebimento do benefício cujo pagamento foi recusado pelo INSS ou mesmo para a revisão do valor do benefício.

Com o sucesso dessas ações, os pensionistas acabam recebendo de uma só vez todos os valores atrasados dos benefícios ou das diferenças concedidas em razão da revisão de seus valores, que, se o INSS tivesse agido de acordo com a lei, deveriam ter sido pagos mensalmente, nas épocas em que eram devidos. Tal circunstância acaba gerando a percepção de um rendimento acumulado de parcelas atrasadas, que deveriam ter sido pagas mensalmente anteriormente.

O recebimento desses valores atrasados gera a pretensão da Secretaria da Receita Federal de receber o Imposto de Renda incidente sobre a referida quantia individualmente considerada, que ante ao seu valor, no mais das vezes, acaba gerando a incidência da maior alíquota vigente, que é de 27,5% do valor recebido, o que acaba penalizando o pensionista, que não concorreu com culpa para que o pagamento ocorresse de forma acumulada.

De fato, se os pagamentos dos benefícios previdenciários tivessem sido feitos de forma correta, mês a mês, possivelmente o valor mensal recebido estaria acobertado por isenção ou mesmo pela incidência de alíquota intermediária do Imposto de Renda
(7,5%, 15%, 22,5%), o que certamente geraria considerável economia para o pensionista, considerando-se os valores praticados para esses benefícios.

Atento a essa distorção, o Poder Judiciário, capitaneado pela jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (instância máxima para decidir sobre a matéria), tem dado ganho de causa àqueles pensionistas que pleiteiam o direito de que o imposto sobre a renda não incida sobre o valor total das parcelas atrasadas relativas a benefícios previdenciários recebidos de forma acumulada, mas que a apuração de eventual imposto devido ocorra mês a mês, considerando-se o valor individual mensal do benefício pago, o que, nos mais das vezes, acarreta o não pagamento de imposto em razão do valor se encontrar na faixa de isenção ou, pelo menos, a incidência de alíquota inferior do imposto de renda gerando considerável economia para o contribuinte. Saliente-se que, se o pensionista contar com mais de 65 anos quando fazia jus ao benefício previdenciário, há previsão de isenção automática do benefício previdenciário até determinado valor, dependendo da época a que se referir.
Outro aspecto importante, é que a legislação prevê que sobre os valores recebidos a título de juros de mora, que compõem os cálculos desses atrasados recebidos de uma só vez, não incide imposto de renda.

Por fim, é importante salientar que tudo que foi exposto neste artigo se aplica também a indenizações trabalhistas recebidas de forma acumulada.

Fábio Luis Marcondes Mascarenhas
Advogado – Sócio do Escritório Domingos Assad Stoche Advogados Associados em Ribeirão Preto/SP.
fabio@stoche.adv.br
Crescimento do emprego na construção desacelera em setembro

Crescimento do emprego na construção desacelera em setembro

O nível de emprego na construção civil brasileira voltou a crescer em setembro, embora em ritmo menor que o registrado nos meses anteriores. No mês, foram contratados 26,5 mil trabalhadores, num aumento de 0,94% em relação ao número de empregados existente em agosto. Os dados são da pesquisa realizada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a FGV (Fundação Getulio Vargas), e estão abaixo dos registrados em agosto (+48,6 mil trabalhadores) e em julho (+45,7 mil trabalhadores).

Ainda assim, o número de empregados formais na construção civil em setembro atingiu 2,846 milhões, novo recordo na série histórica. No acumulado de 2010, foram contratados 389,2 mil trabalhadores (+15,84%) e em 12 meses 390,2 mil (+15,89%).

"Ainda não se pode afirmar se esta desaceleração é uma tendência ou não", comentou o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe. "Por enquanto, ficou claro que, em alguns locais, não começaram novas obras em ritmo maior do que aquelas que se encerraram. Mas, em outras localidades, a demanda por mão de obra continuou crescendo, como na Região Nordeste, com a contratação de 11,6 mil trabalhadores (+2%)."

No Estado de São Paulo, a desaceleração foi mais forte. O saldo positivo entre contratações e demissões em setembro ficou em 683 trabalhadores, num acréscimo de apenas 0,09% (contra 6.841 em agosto e 7.132 em julho). No ano, foram agregados mais 66,7 mil empregados formais (+9,77%) e em 12 meses, mais 67,5 mil (9,91%).

O destaque negativo em termos percentuais do Interior foi a região de Presidente Prudente, que perdeu 222 empregos no mês, com queda de 2,48% no seu contingente de trabalhadores da construção civil. Em compensação, São José do Rio Preto houve a contratação de 368 pessoas, o que resultou em alta de 1,6% no mês.

Acompanhando o que aconteceu no Estado de São Paulo, na capital paulista foram contratados mais 702 trabalhadores em setembro, num aumento de 0,2% em relação agosto.
Brasil – Entre as regiões do Brasil, a Nordeste cravou a maior elevação no nível de emprego, com mais 11.624 trabalhadores (+2%), seguida pelo Sudeste, que contratou 8.598 (+0,59%).
Centro Hípico Guega realiza penúltima etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med

Centro Hípico Guega realiza penúltima etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med


O Centro Hípico Guega realizou a 8ª Etapa do Ranking Fri-ribe / Club Med de Hipismo 2010, no domingo (7/11), com mais de 180 conjuntos inscritos. Foram realizadas provas em 10 categorias, de Percurso a 1,20 mt. E mesmo debaixo de um sol escaldante, os conjuntos fizeram bonito para o público presente.

Agora, é só aguardar a última etapa, que acontece no dia 11 de dezembro, e descobrir quem vai faturar os prêmios do sorteio especial: uma moto 0 km, televisão, computador, Home Theater, DVD, Playstation II e MP4.

Confira abaixo os resultados da 8ª Etapa:


Percurso

1º Luísa Casteluci Cedroni
2º Theodoro Becker Geraldi
3º Alessandra Couto de Oliveira
4º Guilherme Esteves
5º Marina Barbosa Fernandes
6º Gabriel Sambrosi

0,40 mt

1º Marina Barbosa Fernandes
2º Victoria Manoela M. Sanches
3º Julia Lauzo E. do Amaral
4º Cauê Diniz Junqueira
5º Cauê Diniz Junqueira
6º Valentina Scanavez

0,60 mt

1º Victoria Manoela M. Sanches
2º Mateus Bezerra Laure
3º Humberto de Souza P.Lima
4º Luciana Lyra Grapo
5º Leticia Vitorello de Rezende
6º Michele Ares

0,80 mt

1º Isadora Bessa Rueda
2º Estevão Pacheco Landell
3º Isabela Bessa Rueda
4º Mateus Cardoso Albuquerque
5º Maria Julia Luna Dall Bello
6º Laudes Dall Bello Jr.

0,80 mt Cavalos em treinamento

1º André Ganzerli
2º André Ganzerli
3º Darcio Fabri

0,90 mt

1º João Victor Martins Fontes Custodio
2º Arthur Fofanoff
3º João Pedro Algarte
4º Luciana Esteves
5º Paula Junqueira Franco Toledo
6º Adriana Medeiros

0,90 mt Cavalos novos

1º André Ganzeli

1,00 mt

1º Luciana Esteves
2º Felipe Marchezzi
3º José Augusto de Paula
4º Patricia Martins Fontes Custodio

1,10 mt

1º Rodrigo Marchezzi
2º Fernando Emanuel Souza da Cruz
3º Silvani Lucas Alves
4º Silvani Lucas Alves
5º Eduardo Murakawa
6º Rui Jacinto de Camargo Pacheco

1,10 mt (Aberta)

1º Nelton Marcon
2º André Bartocci
3º Darcio Fabri

1,20 mt

1º Luciano Miranda Dubri
2º Darcio Fabri
3º Felipe Jacinto de Camargo Pacheco
4º Felipe Jacinto de Camargo Pacheco
5º Gabriel Calil
6º Danilo Menegheti Gazzoti
Copa SindusCon-SP define finalistas neste sábado

Copa SindusCon-SP define finalistas neste sábado

Serão definidos neste final de semana, os finalistas da 11ª Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol. As semifinais acontecem sábado (06/11), a partir das 9 horas, no Olé Brasil / Unidade Itatiaia, reunindo Costallat x Simioni Viesti e MCI Maistro x Habiarte Barc. Os vencedores disputam o título no próximo dia 13, enquanto os perdedores fazem a decisão de terceiro e quarto lugares.

No primeiro jogo semifinal, às 9 horas, jogam o invicto time da Simioni Viesti contra a surpresa Costallat, que semana passada eliminou nas penalidades máximas a Jábali Aude, que até então vinha de três goleadas consecutivas, somando 32 gols pró e apenas cinco contra. Fechando a rodada, às 10 horas, MCI Maistro enfrenta a Habiarte Barc, atual campeã da Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP.

SERVIÇO
11ª Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol
Data: 05/11/2010
Horário: a partir das 9hS
Local: Olé Brasil – Unidade Itatiaia
Endereço: Av. Itatiaia, 100 – Jardim Sumaré – Ribeirão Preto SP
Conjuntos se preparam para penúltima etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med

Conjuntos se preparam para penúltima etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med

Neste domingo (07/11), acontece a oitava etapa do Ranking Fri-ribe / Club Med de Hipismo 2010, prometendo muita emoção, já que será a penúltima etapa do Ranking. O evento, realizado no Centro Hípico Guega (Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317), em Ribeirão Preto (SP), é aberto ao público, com entrada gratuita, a partir das 8h30.

Os conjuntos buscam boa pontuação para faturarem os títulos nas respectivas categorias, além de concorrerem, ao término do Ranking, no sorteio especial de uma moto 0 km, televisão, computador, Home Theater, DVD, Playstation II e MP4.

Acesse o site www.guega.com.br e confira resultados e fotos das sete etapas anteriores do Ranking Fri-Ribe/Club Med, além de informações sobre o Centro Hípico Guega.

SERVIÇO
VIII Ranking Fri-ribe / Club Med de Hipismo
Local: Centro Hípico Guega
Endereço: Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317 – Ribeirão Preto (SP)
Data: 07/11/2010 (domingo)
Horário: a partir das 8h30
Entrada gratuita
CUB paulista cai em outubro pelo segundo mês seguido

CUB paulista cai em outubro pelo segundo mês seguido

O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo caiu pela segunda vez seguida em outubro. O índice registrou no mês retração de 0,12%, em relação a setembro. O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos de obras, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

A variação negativa no mês foi novamente em decorrência da redução dos preços de materiais de construção, cujos custos tiveram deflação média de 0,28%, na comparação com setembro. Em compensação, os custos da mão de obra e os custos administrativos, representados pela remuneração de engenheiros e arquitetos, não variaram no mês. A média ponderada entre os três itens resultou no declínio do CUB de 0,12% no mês.

De janeiro a outubro, o CUB registra aumento acumulado de 5,63%. Nos doze meses até outubro, o aumento é de 5,74%. Em outubro, o CUB representativo da construção civil paulista (R8-N) ficou em R$ 903,50 por metro quadrado.

No mês, todos os 41 insumos da construção pesquisados para o CUB registraram altas de preços inferiores ao IGP-M (o qual variou 1,01%). Veja alguns aumentos de preços em outubro:

Bacia sanitária c/ cx. acoplada 6 L – 0,95%, Vidro liso transparente 4 mm – 0,91%, Cimento CPE-32 saco 50kg – 0,70%, Areia média lavada - 0,63%, Bloco de concreto 19x19x39 cm - 0,53%, Chapa compensado plastificado - 0,49%, Concreto FCK 25 MPa - 0,45%, Prego 18x27 mm c/ cabeça - 0,43%, Telha ondulada fibrocimento 6 mm - 0,33% e Brita 2 - 0,32%.
Sertãozinho FC apresenta gerente de futebol e comissão técnica nesta quinta

Sertãozinho FC apresenta gerente de futebol e comissão técnica nesta quinta

O Sertãozinho FC apresenta nesta quinta-feira, às 16 horas, no Estádio Frederico Dalmaso, em Sertãozinho (SP), o gerente de futebol José Galli Neto e a comissão técnica para o Campeonato Paulista da Série A2. As novidades são o técnico Carlos Rabelo, o preparador físico Cláudio Creatto e o treinador de goleiros Altair Chibarro. Além deles, permanecem no Touro dos Canaviais o médico José Maurício Dias Júnior, o massagista Fernando Munhoz e o roupeiro Joaquim Gusmão (Porquinho), que completam o staff grená.

Será a segunda passagem de José Galli Neto pelo Touro dos Canaviais. Em 2004, ele comandou o time que chegou às semifinais da Copa Federação Paulista, conquistando vaga no Campeonato Brasileiro da Série C. Mesmo não tendo participado do torneio nacional, daquela equipe saiu a base que ajudou no acesso à Primeira Divisão Paulista, em 2007, com jogadores como o atacante Maranhão, e os meio-campistas Barrinha, Marcinho e Ceará.

“Perdemos a vaga após um empate e uma derrota para o Guarani, numa disputa mata-mata muito equilibrada, mas aquele grupo provou sua capacidade”, relembra Galli, que chega ao Sertãozinho como homem de confiança do presidente Antonio Savegnago para levar o time de volta à Série A1.

A parceria “Galli-Rabelo” também não é inédita. Os dois já trabalharam juntos em outras três oportunidades: no Botafogo-SP (1990), no Ituano (1991) e na Portuguesa de Desportos (1992). Na época, porém, o hoje técnico do Sertãozinho FC era preparador físico do atual gerente de futebol.

“O Carlos Rabelo conhece bem a divisão, realizou excelentes trabalhos e levou o São Bento ao acesso em 2005, além do que temos uma grande afinidade por já termos trabalhado juntos outras vezes”, afirma Galli.

No ano passado, Carlos Rabelo dirigiu o União Agrícola Barbarense e o Taquaritinga na Série A2, ao lado do preparador físico Cláudio Creatto. Além disso, já trabalhou também, entre outros, no Bragantino, União São João, Palmeiras (categorias de base), Ituano, Atlético Sorocaba, Guaratinguetá, Mirassol, Rio Branco e América de Natal (RN).
Show de gols na segunda rodada da Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP

Show de gols na segunda rodada da Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP


A segunda rodada da 11ª Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol, realizada no último sábado (16/10), no Olé Brasil – Unidade Itatiaia, foi recheada de gols, fazendo a alegria da torcida. O principal destaques foi a goleada da Jábali Aude sobre a Construtora Pagano, por 13 a 0.

O artilharia da Copa SindusCon-SP é liderada por Marcelo Alexandre Paulino, da Habiart Barc, com sete gols, seguido por Milher Cesario da Silva, da Copema, com seis, e Carlos Henrique Ferreira dos Santos, da Jábali Aude, com cinco. A próxima rodada acontece no dia 23/10 (sábado), a partir das 9 horas.

RESULTADOS (2ª RODADA): Goldfarb 0 x 9 Stéfani Nogueira, Habiarte Barc 5 x 1 Perdizza Villas Boas, Simioni Viesti 3 x 3 Sondo Base, Base 5 x 1 CP Construplan, Copema 9 x 2 Costallat Engenharia, MCI Maistro 9 x 2 Rodrigues Barizza, e Jábali Aude 13 x 0 Construtora Pagano.
Reajuste do plano de saúde por faixa etária a partir dos 60 anos

Reajuste do plano de saúde por faixa etária a partir dos 60 anos


O reajuste dos planos de saúde por faixa etária consiste em um acréscimo efetuado nas respectivas mensalidades, no mês de aniversário dos beneficiários, quando estes mudam de faixa etária. O referido reajuste é muito mais significativo quando o segurado completa 60 anos de idade, podendo ser superior a 100% do valor pago anteriormente.

Diante disso, com o advento da Lei nº 9.656/1998, os planos e seguros privados de assistência à saúde passaram a ser regulados e fiscalizados pela Agência Nacional de Saúde – ANS, estabelecendo, em seu artigo 15, que o reajuste das mensalidades em razão da idade continuou a ser permitido, desde que as faixas etárias e os percentuais estivessem de acordo com as normas estabelecidas pela ANS.
Contudo, a grande e importante novidade apresentada está prevista no parágrafo único do artigo acima citado, da Lei dos Planos de Saúde, que veda o reajuste da mensalidade em razão da faixa etária caso o consumidor possua mais de sessenta anos de idade, de modo que nesta hipótese se admite apenas os reajustes previstos pela ANS.

É importante ressaltar que por haver uma relação jurídica de consumo no caso em questão, os contratos celebrados antes da vigência da Lei n.º 9.656/1998 são regulados pelo Código de Defesa do Consumidor, de forma que se o beneficiário do plano entender por abusivos os reajustes ocorridos por mudança de faixa etária, poderá recorrer aos órgãos de proteção ao consumidor ou ao Poder Judiciário.
Em consonância com a Lei dos Planos de Saúde, o Estatuto do Idoso (Lei º 10.741/2003), destinado a regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, reconhecendo a hipossuficiência do idoso, e com intuito de cumprir com o disposto no artigo 230 da Constituição Federal, proibiu expressamente em seu artigo 15, parágrafo 3º, a discriminação do idoso pelos planos de saúde, caracterizada pela cobrança de valores diferenciados em razão da idade.

Verifica-se, também, que com a Resolução Normativa nº 63/03 da ANS, é permitida a adoção de dez faixas etárias, sendo que o último reajuste previsto é aos 59 anos. Esta resolução dispõe, ainda, que o valor fixado para a última faixa etária não poderá ser superior a seis vezes o valor da primeira faixa etária, e mais, a variação acumulada entre a sétima e a décima faixas não poderá ser superior à variação acumulada entre a primeira e a sétima faixas.

Tendo em vista toda essa transição ocorrida, algumas dúvidas a respeito dos limites de aplicação da nova Lei começaram a surgir. No entanto, a questão já vem sendo tratada em nossos Tribunais.

Há precedente no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e alguns julgados no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo no sentido de que, se o consumidor, usuário do plano de saúde, atinge a idade de sessenta anos já na vigência do Estatuto do Idoso, a partir do dia 1º de janeiro de 2004, independentemente de o contrato ter sido celebrado anteriormente a essa legislação, fará jus ao disposto na aludida regra protetiva.

Nesse átimo, o STJ condenou uma instituição de saúde a devolver em dobro o valor pago em excesso por um contratante, corrigido monetariamente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), desde a data do pagamento, acrescido por juros legais.
Dessa forma, de acordo com o entendimento do STJ, o consumidor que atingiu a idade de 60 anos, antes ou depois da vigência do Estatuto do Idoso, estará amparado contra a abusividade de reajustes das mensalidades com base, exclusivamente, no alçar da idade de 60 anos, tendo em vista a proteção oferecida pela Lei dos Planos de Saúde, bem como por reflexo do artigo 230 da Constituição Federal.

Aline Basile - aline@stoche.adv.br
Advogada associada ao Escritório Domingos Assad Stoche Advogados Associados
Emprego da construção em alta eleva estimativa de crescimento do PIB do setor

Emprego da construção em alta eleva estimativa de crescimento do PIB do setor

Em agosto, a construção civil brasileira empregou mais 48.576 trabalhadores, o que significou alta de 1,75% no nível de contratações do setor em relação a julho e um novo recorde de 2,82 milhões de postos de trabalho com carteira assinada da série histórica da pesquisa mensal realizada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com parceria da FGV (Fundação Getulio Vargas).

Com isso, o nível de emprego do setor registrou aumento de 14,76% empregos formais no ano, com a inclusão de 362,7 mil trabalhadores. No total de 12 meses, a alta é de 16,51%, ou mais 399,5 mil empregados formais.

Em face desses resultados, o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, estimou que "o PIB da construção deverá crescer entre 10% e 12% em 2010". Anteriormente, a previsão era de um crescimento de cerca de 9%.

No Estado de São Paulo, houve um saldo positivo de 6,8 mil contratações em agosto, um crescimento de 0,92% sobre julho. No acumulado de janeiro a agosto, a construção civil paulista contratou 66 mil trabalhadores (+9,67%), e em 12 meses, 74,6 mil (+11%). Ao final de agosto, o setor empregava 749 mil empregados formais no Estado, também um recorde na série histórica.

Na capital paulista, foram contratados 2.575 trabalhadores em agosto, o que representou um aumento de 0,75% no mês. No ano, o acréscimo é de 8,15% e, em 12 meses, a alta atingiu 10,28%.

O saldo final das contratações no Estado de São Paulo resulta do desempenho do nível de emprego de todas as regiões do interior paulista, com exceções de Campinas, onde houve redução de 1.741 vagas (-2,25% no nível de emprego), e de São José dos Campos, que registrou baixa de 0,51% (-372 trabalhadores).

O destaque positivo em termos percentuais do Interior foi pelo segundo mês seguido a região de Bauru, que ganhou expressivos 3.032 empregos no mês, aumentando em 12,38% o seu contingente de trabalhadores da construção civil. Veja no quadro abaixo:
Brasil – Entre as regiões do Brasil, a Norte permanece como a de maior elevação em termos percentuais, com mais 4.361 trabalhadores (+2,6%), seguida pelo Nordeste, que contratou 14.578 (+2,57%).
Escritório de Advocacia realiza ação socioambiental em RP

Escritório de Advocacia realiza ação socioambiental em RP

Neste sábado (02/10), os colaboradores do Escritório Domingos Assad Stoche Advogados Associados visitaram a instituição beneficente Casa do Vovô, de Ribeirão Preto (SP), mantida pela Sociedade Espírita 5 de Setembro, para conhecer mais a fundo o trabalho da entidade e promover a doação de 106 litros de leite integral, resultado de uma campanha interna em prol da entidade, que acolhe e ampara idosos carentes.

“Nem mesmo o céu encoberto conseguiu ofuscar o belo trabalho social com idosos carentes desenvolvido pela Casa do Vovô. Vale a pena conhecê-lo de perto, recomendo. Sem contar o prazer de ver os sorrisos daqueles idosos pelo simples fato de receberem uma visita e trocarem algumas palavras com os visitantes”, conta o advogado Gilberto Bendini de Pádua, associado do Escritório Domingos Assad Stoche e que acompanhou a entrega.

A doação faz parte do projeto filantrópico desenvolvido pelo Escritório Domingos Assad Stoche Advogados Associados entre os seus colaboradores.

Para quem desejar conhecer de perto o trabalho desenvolvido pela Casa do Vovô de Ribeirão Preto e colaborar com suas atividades, o endereço da instituição e seu telefone para agendamento de visitas são os seguintes: Rua Tapajós nº 2881, Alto do Ipiranga, Fone (16) 3622.4181.
Com a participação de Guega Fofanoff, Brasil fecha primeira etapa do CCE nos Jogos Equestres Mundiais

Com a participação de Guega Fofanoff, Brasil fecha primeira etapa do CCE nos Jogos Equestres Mundiais

Com as participações dos cavaleiros Serguei Fofanoff, o Guega, e Ruy Leme da Fonseca, o Brasil encerrou nesta sexta-feira (01/10), sua participação na prova de Adestramento, primeira etapa do CCE Concurso Completo de Equitação (CCE) dos Jogos Equestres Mundiais de 2010, que acontecem em Lexington, no Kentcuky (Estados Unidos).

Neste primeiro dia, a equipe brasileira, composta também por Guto Faria e Jester Martendal, terminou na 14ª posição.

A competição prossegue neste final de semana, com as provas de Cross Country (sábado) e Salto (domingo). Guega Fofanoff é destaque e especialista nas duas modalidades, o que reforça a esperança brasileira de melhorar a classificação por equipes nos Jogos Equestres Mundiais.

É a terceira participação no evento do cavaleiro ribeirãopretano, que também participou de três Olimpíadas (Barcelona/92, Atlanta/96 e Sydney/2000) e três Jogos Pan-Americanos (Mar Del Plata/95, Winnipeg/99 e Rio de Janeiro/2007). A primeira aconteceu em Estocolmo (Suécia), em 1990, e a segunda em The Hague (Holanda), quatro anos depois.

RANKING FRI-RIBE / CLUB MED
Neste sábado (02/10), acontece no Centro Hípico Guega a sétima etapa do Ranking
Fri-Ribe/Club Med, reunindo conjuntos de todo Estado de São Paulo, em diversas categorias. A entrada é gratuita.

O Centro Hípico Guega está localizado na Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317 – Ribeirão Preto (SP). Para mais informações visite o site www.guega.com.br.
Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP começa neste sábado em RP

Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP começa neste sábado em RP


Começa neste sábado (02/10), a 11ª Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol, competição realizada anualmente pela Regional Ribeirão Preto do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo e que se tornou tradicional por incentivar a integração, dentro e fora da quadra, de todos os trabalhadores do setor. A abertura acontece às 8h30, no Olé Brasil – Unidade Itatiaia, em Ribeirão Preto (SP), com a participação de todos os inscritos.

Participam do torneio neste ano 14 equipes, divididos em quatro chaves. As duas primeiras, formadas por quatro times cada, jogam entre si, enquanto as demais, com três times, se confrontam na fase classificatória. Serão realizados três jogos por rodada, sempre aos sábados pela manhã, até novembro.

O congresso técnico aconteceu na última quinta-feira, dia 30/09, quando foram definidos os grupos: A - Goldfarb, Habiarte Barc, Stéfani Nogueira e Perdiza Villas Boas; B - Simioni Viesti, Base Fundações, CP Construplan e SondoBase; C - Copema, Rodrigues Barizza e Jábali Aude; D - Construtora Pagano, Costallat Engenharia e MCI Maistro.

NOVIDADES – A Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol é o grande evento esportivo do SindusCon-SP, oferecendo oportunidade de confraternização entre todos os integrantes da indústria da construção civil na região. Neste ano, uma das grandes novidades do campeonato será o sorteio de brindes.

“A competição acontece em um ambiente saudável, de muita integração, reunindo em campo empresários, colaboradores e seus familiares para uma disputa na qual todos ganham”, afirma o diretor da Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP, José Batista Ferreira, um dos grandes incentivadores do torneio.

HISTÓRICO – A Copa SindusCon-SP começou a ser disputada em 1999, então com a participação de 16 equipes. De lá pra cá, o torneio só deixou de ser disputada uma única vez, em 2004. Os maiores vencedores são a Expandh Imóvies e a Perdiza Villas Boas, com dois títulos cada. Confira todos os campeões:

1999 – Simioni Viesti
2000 – Expandh Imóveis
2001 – Construtora Croma
2002 – Expandh Imóveis
2003 – Jábali Aude
2004 – Não foi disputada
2005 – Phercon
2006 – Não houve campeão
2007 – Perdiza Villas Boas
2008 – Perdiza Villas Boas
2009 – Habiarte Barc

SERVIÇO
11ª Copa Cimento Itaú / SindusCon-SP de Futebol
Data: 02/10/2010
Horário: a partir das 8h30
Local: Olé Brasil – Unidade Itatiaia
Endereço: Av. Itatiaia, 100 – Jardim Sumaré – Ribeirão Preto (SP)
Em setembro, CUB paulista cai 0,15%

Em setembro, CUB paulista cai 0,15%

O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo caiu 0,15% em setembro, em relação a agosto. O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos de obras, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

A variação negativa no mês foi "puxada" mais uma vez pelos materiais de construção, cujos custos tiveram deflação média 0,33%, na comparação com agosto. O custo da mão de obra e os custos administrativos, representados pela remuneração de engenheiros e arquitetos, não variaram. A média ponderada entre as três variáveis resultou no declínio do CUB de 0,15% no mês.

De janeiro a setembro, o CUB registra aumento acumulado de 5,76%. Nos doze meses até setembro, o aumento é de 5,86%. Em setembro, o CUB representativo da construção civil paulista (R8-N) ficou em R$ 904,63 por metro quadrado.

No mês, apenas 1 dos 41 insumos da construção pesquisados registrou alta de preço superior ao IGP-M (o qual variou 1,15%): a massa pronta para reboco externo com impermeabilizante, que subiu 4,17%. Veja alguns aumentos de preços em setembro:

Massa pronta p/ reboco c/ imperm. - 4,17%, Cimento CPE-32 -1,01%, Brita 2 - 0,78%,
Tubo de cobre -0,70%, Chapa de compensado resinado - 0,67%, Óleo diesel - 0,48%, Tubo de PVC-R rígido p/ esgoto - 0,39%, Bloco cerâmico -0,36%, Janela de correr - 0,33% e Fio de cobre anti-chama -0,22%.
SindusCon-SP realiza palestra para alunos do ProJovem Urbano

SindusCon-SP realiza palestra para alunos do ProJovem Urbano


Nesta terça-feira (28/09), a Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP, em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), realizou palestra a “Construção e Reparos II: Noções de segurança em instalações e serviços em eletricidade”, ministrado pelo técnico de segurança Raimundo Nonato da Silva.

Trata-se de um complemento ao programa desenvolvido pelo Governo Federal e Secretaria Nacional da Juventude “ProJovem Urbano”, que é destinado a promover a inclusão social dos jovens de 18 a 29 anos que, apesar de alfabetizados, não concluíram o ensino fundamental, buscando sua re-inserção na escola e no mundo do trabalho, de modo a propiciar-lhes oportunidades de desenvolvimento humano e exercício efetivo da cidadania.

Segundo a coordenadora executiva do programa, Elizabeth Miranda Silva, é um trabalho que contribui na identificação do perfil profissional e capacita os jovens para o mundo do trabalho. “É um programa maravilhoso. Proporciona ao jovem qualificação profissional, com certificação de formação inicial, além da participação cidadã, que promove a experiência de atuação social na comunidade”.

Para o técnico de segurança Raimundo Nonato da Silva é uma oportunidade de apresentar aos jovens as possíveis áreas de atuação dentro da construção civil. “Abordamos nesta palestra as noções de segurança que o trabalhador da manutenção de edificações e eletricista de instalações tem que ter e também ressaltar que devido o aquecimento do setor a busca deste profissional aumentou, surgindo ótimas chances de trabalho“, disse.
Guega representa o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2010

Guega representa o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2010


Começam neste sábado (25/09), em Lexington, nos Estados Unidos, os Jogos Equestres Mundiais 2010. Entre nossas principais esperanças na competição está o ribeirãopretano Serguei Fofanoff, o Guega, que defende a seleção brasileira de CCE (Concurso Completo de Equitação), entre os dias 29 de setembro a 03 de outubro, montando animal Ekus TW.

Além do conjunto ribeirãopretano, a seleção de CCE do Brasil é formada por Guto Faria, Jester Martendal e Ruy Leme da Fonseca. A melhor colocação do país até hoje nos Jogos Mundiais foi o oitavo lugar por equipes, em 1998.

Os Jogos Equestres Mundiais serão transmitidos para mais de 500 milhões de telespectadores em todo o mundo, com público esperado de mais de 800.000 pessoas. O evento conta com a participação de representantes de mais de 60 países e estima-se um impacto econômico de cerca de US$ 150 milhões.
SindusCon-SP e SECONCI-SP promovem palestra sobre novas regras previdenciárias

SindusCon-SP e SECONCI-SP promovem palestra sobre novas regras previdenciárias


O SECONCI-SP / Unidade Ribeirão Preto, em parceria com o Sinduscon-SP, realizou nesta quarta-feira, dia 22/09, a palestra “Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP)”. Cerca de 30 profissionais, das áreas de recursos humanos, medicina do trabalho e engenharia de segurança, ligadas às principais construtoras da cidade e região, participaram do evento, realizado na Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP.

A palestra foi ministrada pelo gerente de medicina ocupacional do SECONCI-SP, Douglas de Freitas Queiroz, que abordou as mudanças na legislação previdenciária e suas implicações na construção civil.

“Desde janeiro estão em vigor as novas regras de cobrança do Seguro de Acidente de Trabalho (SAT), com implicações diretas nos custos da empresa. Para melhor orientá-las, o SECONCI-SP realizou um estado direcionado para o setor da construção”, explica Douglas Queiroz.

“Diante dessas mudanças na legislação, a primeira recomendação é implantar todos os programas voltados à segurança e saúde ocupacional, de acordo com as Normas Regulamentadoras (NRs), levando em conta as boas práticas”, completa o gerente de medicina ocupacional do SECONCI-SP.
Ribeirão Preto recebe exposição filatélica estadual

Ribeirão Preto recebe exposição filatélica estadual

Será aberta solenemente nesta sexta-feira, dia 17/09, em Ribeirão Preto, a 11ª Expofinter (Exposição Filatélica do Interior do Estado de São Paulo), evento que reúne colecionadores de selos do todo estado. A exposição vai até o dia 26, no Theatro
Pedro II, que lança nesta noite, a partir das 20 horas, selo postal e carimbo comemorativo alusivos aos seus 80 anos.

Em cerca de 100 quadros, serão expostas mais de 50 coleções, de 25 cidades paulistas. A edição, que faz parte das comemorações do aniversário do Theatro Pedro II, já é considerada a maior de todas do tipo já realizadas. “É a primeira vez que recebemos a Expofinter, aliás, há quase 30 anos não é realizada uma grande exposição filatélica na cidade. Por tudo isso, é uma honra muito grande poder dar esse presente a Ribeirão Preto e ao Pedro II”, afirma Marcio Javaroni, presidente do Grupo Filatélico de Ribeirão Preto.

A Expofinter 2010 é organizada pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, em parceria com a Federação Brasileira de Filatelia (FEBRAF), Federação das Entidades Filatélicas do Estado de São Paulo (FEFIESP), e com apoio da Prefeitura Municipal, por intermédio da Fundação Pedro II, e do Grupo Filatélico de Ribeirão Preto.

A exposição estará aberta ao público de, 18 a 26 de setembro, das 9 às 17 horas. Durante a visita, poderão ser adquiridos os selos e cartões postais personalizados com imagens do Pedro II.
Construção consolida otimismo em relação ao desempenho do setor e da economia

Construção consolida otimismo em relação ao desempenho do setor e da economia

Os empresários da construção civil brasileira mantiveram sua percepção favorável em relação ao desempenho de suas empresas no terceiro trimestre deste ano, em nível ligeiramente menor que no primeiro semestre, mas ainda bastante acima do registrado em 2009. Continuam preocupados em relação à inflação e aos custos dos insumos, porém menos do que no primeiro semestre. E sentem uma ligeira elevação nas dificuldades financeiras.

Estes são os principais resultados da 44ª Sondagem Nacional da Construção. A pesquisa, realizada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo), em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas), ouviu uma mostra qualitativa de 233 empresários de diversas regiões do país.

Para o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, "os resultados denotam a crença do empresariado da construção civil de que o crescimento do país atingiu um patamar máximo e deve se acomodar daqui para a frente. Para superar os resultados do primeiro trimestre, seriam necessários ainda mais investimentos em tecnologia e qualificação de mão de obra."

Segundo o diretor de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, "a ligeira diminuição da preocupação em relação à inflação e aos custos dos insumos se deve à relativa estabilidade dos últimos meses". Entretanto, ele alerta para "possível nova elevação nos insumos, que só não ocorrerá se houver mais competição entre os fornecedores".

Na sondagem os empresários atribuem a cada quesito uma pontuação que vai de 0 a 100, na qual valores acima de 50 denotam desempenho ou perspectiva favorável. A exceção é no quesito das dificuldades financeiras, onde valores acima de 50 apontam perspectiva ou desempenho não favorável.

O quesito de percepção do desempenho atual das empresas da construção ficou em 59,22 pontos (queda de 1,2% em relação ao trimestre anterior, mas ainda acima elevação de 13,5% em 12 meses).

As perspectivas de desempenho futuro das construtoras receberam 61,5 pontos (queda de 2,7% no trimestre, mas aumento de 6,2% em 12 meses).

A expectativa de uma inflação reduzida ficou em 47,04 pontos (aumento de 28% no trimestre, mas ainda queda de 24,9% em 12 meses) e a perspectiva da evolução dos custos dos insumos atingiu 41,71 pontos (aumento de 2,7% no trimestre, mas ainda queda de 17,5% em 12 meses).

A perspectiva de crescimento econômico ficou em 62,43 pontos (queda de 7,4% no trimestre, mas ainda elevação de 24,7% em 12 meses) e a avaliação da condução da política econômica obteve 52,49 pontos (queda de 1,1% no trimestre mas aumento de 2,6% em 12 meses).

Já a percepção sobre dificuldades financeiras, onde a pontuação acima de 50 denota percepção não favorável, recebeu 53,86 pontos (aumento de 5,1% no trimestre e de 16% em 12 meses).
Guega foca preparação nos Jogos Equestres Mundiais

Guega foca preparação nos Jogos Equestres Mundiais


O cavaleiro olímpico Serguei Fofanoff, o Guega, embarca na próxima terça-feira, dia 21/09, para Lexington, em Kentucky, nos Estados Unidos, onde disputará os Jogos Equestres Mundiais, de 29 de setembro a 03 de outubro. Será a oitava edição do torneio, pela primeira vez realizado fora da Europa.

Guega Fofanoff montará Ekus TW, defendendo a seleção brasileira de CCE (Concurso Completo de Equitação). O animal viaja nesta quarta (15), garantindo, assim, tempo hábil para descansar e não comprometer o desempenho na prova.

Além do conjunto ribeirãopretano, o Brasil será representado na competição de CCE por Guto Faria, Jester Martendal e Ruy Leme da Fonseca. A melhor colocação do país até hoje nos Jogos Mundiais foi o oitavo lugar por equipes, em 1998.

O treinamento da seleção foi orientado pelo inglês Nick Turner, contratado no ano passado pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), com o objetivo de preparar os conjuntos de olho nas Olimpíadas de 2012, em Londres.

“Agora é momento de focar a competição e ter tranquilidade, para que o nosso objetivo, que é terminar entre os seis primeiros lugares, seja concretizado. Vamos para os Jogos Equestres com excelentes condições de chegar numa boa colocação”, afirma o cavaleiro.

Será a terceira participação de Guega Fofanoff nos Jogos Equestres Mundiais. A primeira aconteceu em Estocolmo (Suécia), em 1990, e a segunda em The Hague (Holanda), quatro anos depois. “É uma emoção muito grande disputar os Jogos Mundiais”, afirma o cavaleiro, que também participou de três Olimpíadas (Barcelona/92, Atlanta/96 e Sydney/2000) e três Jogos Pan-Americanos (Mar Del Plata/95, Winnipeg/99 e Rio de Janeiro/2007).
Justiça garante direitos de passageiros

Justiça garante direitos de passageiros

Desde junho, mudanças nas regras que regulam as companhias aéreas no Brasil oferecem maior proteção aos consumidores. Entre as novidades anunciadas pela Anac (Associação Nacional de Aviação Civil), os principais benefícios estão na diminuição dos prazos para que as empresas prestem assistência aos passageiros, a ampliação do direito à informação e reacomodação imediata em casos de voos cancelados ou interrompidos.

De acordo com a Resolução 141 da Anac, as companhias são obrigadas a ressarcir imediatamente o passageiro que tiver seu voo cancelado ou com atraso superior a quatro horas. Antes, esse prazo era de até 30 dias.

Além disso, os passageiros agora têm direito a acessar internet e telefone após uma hora de atraso ou cancelamento e, passando de duas horas, também à alimentação. Quando a demora ultrapassar quatro horas, as empresas são obrigadas a oferecer acomodação em local adequado a todos os consumidores.

Muitas vezes, porém, isso não acontece na prática. Sobra aos passageiros, então, buscarem seus direitos na Justiça. Foi o que aconteceu com o representante comercial José Eduardo Bordini, de Ribeirão Preto (SP), que viu uma viagem com a família para Natal (RN) se transformar em pesadelo.

“Fiz um pacote para viajar com minha família que incluía voo fretado direto, ida e volta, entre Ribeirão Preto e Natal. Para minha surpresa, dois dias antes da viagem nos informaram que teríamos de fazer duas conexões, sendo que acabamos indo de Ribeirão para São Paulo, de lá para Salvador e só depois para Natal. Com isso a viagem que iria durar menos de quatro horas acabou durando mais de oito”, revela Bordini, que ainda passou por outros inconvenientes.

“Não bastassem as mais de oito horas de viagem, ainda tivemos nossa bagagem extraviada. Só a recebemos no final do primeiro dia em Natal. Eu e minha família ficamos apenas com a roupa do corpo”.

Assim como Bordini, muitos consumidores são prejudicados por companhias aéreas e agências de viagens. Para eles, a Justiça acaba sendo o destino em busca de reparação ou, pelo menos, uma forma de amenizar os danos causados.

“A legislação ampara o consumidor nesses casos”, explica o advogado Fábio Luis Marcondes Mascarenhas, sócio do Escritório Domingos Assad Stoche, de Ribeirão Preto. Segundo ele, com o crescimento do tráfego aéreo no país, problemas assim estão cada vez mais comuns, por isso é importante que todos que se sintam lesados consultem seus advogados de confiança. “É preciso que a sociedade se conscientize de seus direitos e os defenda”.
Construção civil começa 2º semestre em alta de 1,68% no nível de emprego

Construção civil começa 2º semestre em alta de 1,68% no nível de emprego

O crescimento do nível de emprego na construção civil brasileira retomou em julho o ritmo de contratações imposto de março a maio, registrando 45,7 mil novos postos de trabalho formais, o que representa alta de 1,68% em relação a junho, segundo pesquisa mensal feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a FGV (Fundação Getulio Vargas).

Com o resultado, o setor acumula aumento de 12,79% no ano, com a inclusão de 314,2 mil trabalhadores. No acumulado de doze meses, a alta é de 16,67%, ou mais 396 mil empregados formais. Com isso, o número de empregados formais na construção civil brasileira em julho atingiu 2,771 milhões, novo recorde da série histórica.

No Estado de São Paulo, houve um saldo positivo de 7,1 mil contratações em julho, um crescimento de 0,97% sobre junho. No acumulado de janeiro a julho, a construção civil contratou 59.180 trabalhadores (+8,67%), e em 12 meses, 78,7 mil (+11,86%). Ao final de julho, o setor empregava 742 mil empregados formais no Estado, também um recorde na série histórica.

Na capital paulista, foram contratados 2.217 trabalhadores em julho, o que representou um aumento de 0,65% no mês, de 7,34% no ano e de 11,49% em 12 meses.

O saldo final das contratações no Estado de São Paulo resulta do desempenho do nível de emprego de todas as regiões do interior paulista que registraram saldos positivos em julho, com exceção de Santos, onde houve queda de 0,95% no mês (-265 trabalhadores).

O destaque em termos percentuais do Interior foi a região de Bauru, que ganhou 1.031 empregos no mês (+4,40%), seguida pela de Santo André, com alta de 4,07% e 1.714 operários a mais.

Brasil – Entre as regiões do Brasil, a que teve maior elevação em termos percentuais foi a Norte, com mais 4.338 trabalhadores (+2,66%), seguida pelo Nordeste, que contratou 13.349 (+2,41%).
Promotor de Justiça lança obra “Lições Preliminares de Direito Ambiental”

Promotor de Justiça lança obra “Lições Preliminares de Direito Ambiental”


O promotor de Justiça José Roberto Marques lança, nesta sexta-feira, a partir das 19 horas, o livro “Lições Preliminares de Direito Ambiental”. O evento acontece na OAB-Ribeirão, situada à Rua Cavalheiro Torquato Rizzi nº 215, Jardim São Luiz, Ribeirão Preto (SP). Após o lançamento, o autor ministrará palestra com o tema “Reparação do dano ambiental: nova metodologia”.

A obra é o resultado de parte da tese de doutorado de José Roberto Marques, autor de outros nove livros jurídicos, junto à PUC-SP. Nela, são apresentadas suas ideias sobre a teoria geral do Direito Ambiental, especialmente sobre a dimensão da reparação do dano ao ambiente, e revistos alguns conceitos, indicando a fundamentação e a justificação de seus posicionamentos.

“Lições Preliminares de Direito Ambiental” é recomendada aos formadores de opinião, legisladores e administradores públicos e privados, magistrados, advogados, pesquisadores, estudantes e às pessoas comprometidas com a construção da sustentabilidade em escala global e intergeracional.

José Roberto Marques é promotor de Justiça, professor universitário, mestre e doutor em Direito Ambiental. Para mais informações, visite o site www.joserobertomarques.com.br.
Megasipat tem recorde de público em Ribeirão Preto

Megasipat tem recorde de público em Ribeirão Preto


Realizada nesta quarta-feira (01/09), a 11ª edição da Megasipat (Mega Semana Interna de Prevenção de Acidentes) bateu recorde de público em Ribeirão Preto (SP), reunindo cerca de 250 trabalhadores da construção civil, número 50% maior às participações do ano passado.

O evento é uma parceria entre SindusCon-SP (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado de São Paulo), Senai, Sesi, SECONCI-SP e Centro Universitário Barão de Mauá, que promovem um dia voltado à conscientização do colaboradores do setor para a prevenção de acidentes de trabalhos e doenças, além de palestras e apresentações sobre meio ambiente, qualidade de vida, cidadania e responsabilidade social.

“Nosso objetivo é que os trabalhadores que participam da Megasipat se tornem multiplicadores dessas práticas de prevenção e conscientização em suas empresas, repassando aos companheiros de trabalho as polí¬ticas de segurança e de saúde, contribuindo para o desenvolvimento responsável e seguro de suas funções”, afirma o diretor da Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP, José Batista Ferreira.

Com a colaboração das construtoras associadas à Regional RP, que inscrevem e incentivam a participação de seus trabalhadores, a Megasipat é uma ampla integração do setor. Durante o evento, os participantes realizaram gratuitamente exames médicos, como glicemia, acuidade visual, pressão arterial e hepatite C, assim como acompanharam palestras, apresentações e jogos educativos.

Segurança no trabalho
A segurança no trabalho preocupações do SindusCon-SP. Em parceria com o Senai, o sindicato mantém o Programa SindusCon-SP de Segurança e Saúde do Trabalho (PSS), no qual é disponibilizado aos associados a presença de técnico de segurança para visitas periódicas aos canteiros de obras, orientando na aplicação dos procedimentos incluídos na NR18 (norma regulamentadora que dispõe sobre condições de meio ambiente e trabalho na indústria da construções), realizando cursos e palestras.

“Também participamos do Comitê Permanente Regional, que tem como objetivo analisar necessidades e estudar medidas preventivas, e desenvolvemos diversas outras ações nesse sentido, sempre nos empenhando em proporcionar o crescimento do setor com segurança para todos, a começar pelos trabalhadores nos canteiros de obra”, conclui Batista.
Em agosto, CUB paulista sobe 0,13%

Em agosto, CUB paulista sobe 0,13%

O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo subiu 0,13% em agosto. O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil paulista, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas). Com isso, o CUB registra aumento acumulado de 5,92% de janeiro a agosto e de 6,19% nos doze meses terminados no mês passado.

A alta no mês foi "puxada" novamente pelos materiais de construção, cujos custos tiveram elevação de 0,22%. O custo da mão de obra registrou ligeira variação de 0,07% e os custos administrativos, representados pela remuneração de engenheiros e arquitetos, não variaram. A média ponderada entre as três variáveis resultou no aumento do CUB de 0,13% no mês.

Desta forma, o CUB representativo da construção civil paulista (R8-N) elevou-se em agosto para R$ 905,95 por metro quadrado.

No mês, 4 dos 41 insumos da construção pesquisados registraram altas superiores ao IGP-M, de 0,77%, com destaque para a areia média lavada, que subiu 1,83% em agosto e já acumula alta de 8,59% em 12 meses. Veja alguns aumentos de custos em agosto:

Areia média lavada - 1,83%, Prego c/ cabeça - 1,51%, Tábua de madeira de 3ª - 0,98%,
Tinta látex branca PVA - 0,86%, Janela de correr 2 folhas -0,68%, Brita 2 -0,64%, Alimentação tipo marmitex - 0,62%, Esquadrias correr 4 folhas - 0,57%, Bloco de concreto - 0,53% e Locação de betoneira elétrica 320 l – 0,43%.
Esquenta a disputa no Ranking Fri-Ribe/Club Med, do Centro Hípico Guega

Esquenta a disputa no Ranking Fri-Ribe/Club Med, do Centro Hípico Guega


Neste domingo (29/08), acontece a sexta etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med, reunindo conjuntos de todo Estado de São Paulo, em diversas categorias. O evento, realizado no Centro Hípico Guega (Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317), em Ribeirão Preto (SP), é aberto ao público, com entrada gratuita, a partir das 8h30.

Faltando quatro etapas para o final da temporada, aumenta a disputa entre os conjuntos, que concorrem, no término do Ranking, ao sorteio especial de uma moto 0 km, televisão, computador, Home Theater, DVD, Playstation II e MP4.

Acesse o site www.guega.com.br e confira resultados e fotos das cinco primeiras etapas do Ranking Fri-Ribe/Club Med de Hipismo 2010, além de informações sobre o Centro Hípico Guega.
Restaurantes investem em espaços exclusivos para crianças

Restaurantes investem em espaços exclusivos para crianças


Desfrutar dos prazeres da boa mesa em família é algo insubstituível e que contribui no estreitamento dos laços afetivos. Porém, quem tem filhos sabe como é difícil encontrar um lugar que possa, ao mesmo tempo, saborear as delicias da casa e entreter a garotada. Por isso, muitos restaurantes, pensando no bem estar dos clientes, estão introduzindo novidades ao ‘cardápio’ para atender a todos.

Na Coxilha dos Pampas, uma das mais tradicionais churrascarias de Ribeirão Preto (SP), o espaço reservado às crianças, chamado de ‘Brinquedoteca’, ganhou cobertura para os dias de calor e chuva, e foi modernizado com novos brinquedos. “Enquanto a garotada brinca, os pais podem usufruir do atendimento especial oferecido pela churrascaria, com a certeza que os filhos estão se divertindo em segurança”, afirma Luiz Cutti Júnior, diretor de marketing da Coxilha dos Pampas. “Temos desde brinquedos educativos, para os mais novos, até videogames para os fãs dos jogos eletrônicos”.

A churrascaria também investiu na instalação de câmeras de TV, para que os clientes possam acompanhar seus filhos que se divertem na Brinquedoteca, sempre acompanhados por monitores, responsáveis pelas brincadeiras e cuidados com as crianças. O espaço recebeu decoração especial, desenvolvida pela renomada designer de interiores Fátima Brandani, que trabalhou tons coloridos, proporcionando um ambiente aconchegante e divertido.

Para Daniela Lucena de Souza Oliveira, mãe da pequena Ananda, de três anos, o espaço reservado para crianças é de extrema importância. “Somente quem tem filhos pequenos sabe o quanto nos ajuda um espaço assim. Na Coxilha, em especial, os brinquedos atendem desde os pequeninos até os maiores e tem a supervisão de uma monitora, o que nos deixa mais tranquilos para aproveitar o que o restaurante tem a nos oferecer”.

Frequentadora da Coxilha dos Pampas há cinco anos, ela destaca ainda outros diferencias: “Na churrascaria eu encontro bom atendimento, diversidade e qualidade das carnes, como das saladas e pratos quentes, além da comodidade de ter um manobrista”, finaliza.
Guega Fofanoff vence prova de CCE em Pirassununga (SP)

Guega Fofanoff vence prova de CCE em Pirassununga (SP)


O cavaleiro olímpico Serguei Fofanoff, o Guega, venceu o Concurso Anhanguera de CCE (Concurso Completo de Equitação), realizado neste final de semana no 13° Regimento de Cavalaria Mecanizado (RCMec), em Pirassununga (SP).

Montando Ekus TW, Guega conquistou o primeiro lugar na categoria CNC**, a série mais importante do concurso. Participaram também da competição, representando o Centro Hípico Guega, os conjuntos Felipe Marchezzi / Mamulet e Arthur Fofanoff / Gasparzinho, ambos na categoria Iniciantes.

RANKING FRI-RIBE / CLUB MED
Neste domingo (29/08), acontece no Centro Hípico Guega a sexta etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med, reunindo conjuntos de todo Estado de São Paulo, em diversas categorias. A entrada é gratuita.

O Centro Hípico Guega está localizado na Rodovia Anel Viário, Contorno Sul, km 317 – Ribeirão Preto (SP). Para mais informações visite o site www.guega.com.br.
SindusCon-SP realiza Megasipat em Ribeirão Preto

SindusCon-SP realiza Megasipat em Ribeirão Preto


Acontece na próxima quarta-feira (01/09), em Ribeirão Preto (SP), a 11ª Megasipat – Mega Semana Interna de Prevenção de Acidentes, realizada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de São Paulo). A cidade é a primeira do interior a receber o evento, que percorrerá as demais regionais do SindusCon-SP até chegar à Capital, em 1° de dezembro.

A Megasipat acontece há 11 anos e é uma das principais ações do sindicato em prol da saúde e da segurança do trabalho, bem como da qualidade de vida do trabalhador da construção. Ao longo deste período, o evento já beneficiou milhares de trabalhadores, que se tornaram multiplicadores das práticas prevencionistas nas quase 2 mil construtoras filiadas ao SindusCon-SP no Estado.

“Além de auxiliar as empresas associadas a complementar a sua Sipat, nossa intenção é orientar os trabalhadores da construção civil sobre prevenção de acidentes, hábitos de higiene, medicina, segurança do trabalho e meio ambiente”, explica o diretor da Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP, José Batista Ferreira.

Promovida pela Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP em parceria com o Senai-SP, Sesi-SP, Seconci-SP e o Centro Universitário Barão de Mauá, a Megasipat 2010 acontece no Senai Octávio Marcondes Ferraz, localizado na Avenida Capitão Salomão nº 1813.
Ribeirão Preto ganha unidade de atendimento do SECONCI-SP

Ribeirão Preto ganha unidade de atendimento do SECONCI-SP


Ribeirão Preto é a nona cidade paulista a receber uma unidade do SECONCI-SP – Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo. A inauguração aconteceu na última quarta-feira, dia 18/08, com a presença do presidente da entidade, Antonio Carlos Salgueiro de Araujo, do secretário geral, Fernando Costa, do presidente do SindusCon-SP, Sérgio Watanabe, do diretor da Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP, José Batista Ferreira, e diversas autoridades locais, como o vereador André Luís da Silva e o secretário de Obras Públicas Abranche Fuad Abdo, que representou a prefeita municipal Dárcy Vera.

O SECONCI-SP foi fundado em 1964, num momento de fragilidade dos serviços públicos de saúde, criado por um grupo de empresários idealistas da construção civil, conscientes de sua responsabilidade social, com a missão de promover ações de assistência social. Atualmente, a entidade atende cerca de 2.200 empresas na Grande São Paulo e no interior do Estado, realizando por ano mais de um milhão de atendimentos, entre médicos, odontológicos, exames, serviços complementares e de apoio.

“Chegamos a Ribeirão Preto atendendo a um pedido dos empresários, em especial do SindusCon-SP, na certeza que daremos um grande passo no atendimento aos trabalhadores da construção civil”, afirma Araujo, revelando que, inicialmente, o SECONCI-SP vai oferecer atendimento médico-ambulatorial e odontológico, assim como todos os programas de Medicina Ocupacional e Engenharia de Segurança exigidos pelo Ministério do Trabalho.

O diretor da Regional Ribeirão Preto do SindusCon-SP ressalta que a unidade também vai ajudar a desafogar a rede pública de saúde, oferecendo atendimento que poderá ser extensivo aos familiares. “Por conta de sua complexidade, o sistema público de saúde é carente atualmente, por isso nos mobilizamos no sentido de oferecer medicina e saúde preventiva de qualidade aos trabalhadores e às empresas da construção civil”, afirma José Batista Ferreira.

“Tenho certeza que todos os empresários do setor terão um apoio muito grande desta nova unidade do SECONCI-SP. É mais um enorme passo que damos no atendimento dos trabalhadores da construção civil, que são nosso maior patrimônio”, completa o presidente do SindusCon-SP, Sérgio Watanabe.

O SECONCI-SP / Unidade Ribeirão Preto está localizado na Rua Campos Sales nº 1530 – Vila Seixas – Fones 3610.6113 e 3610.7514.

SAIBA MAIS SOBRE O SECONCI-SP

Com sede na Capital, o SECONCI-SP mantém Unidades Ambulatoriais em Santos, Praia Grande, Riviera de São Lourenço, Campinas, Piracicaba, São José dos Campos, Sorocaba, Santo André e, agora, em Ribeirão Preto.

Desde 1998, a entidade é qualificada como Organização Social de Saúde (OSS) pelo Governo do Estado de São Paulo e é responsável pela gestão de diversas unidades públicas de saúde, como o Hospital Geral de Itapecerica da Serra, Hospital Estadual Vila Alpina, Hospital Regional de Cotia, o Hospital Estadual de Sapopemba e o Ambulatório Médico de Especialidades de Heliópolis (AME Heliópolis OSS). Em 2006, o SECONCI-SP se qualificou como Organização Social pelo Município de São Paulo, passando a administrar o Território Penha/Ermelino Matarazzo, que engloba mais de 40 unidades, entre Unidades Básicas de Saúde, Unidades de Assistência Médica Ambulatorial (AMA’s) e Centros de Especialidades Odontológicas .
Dia dos Pais confere sabor especial à etapa do Ranking Fri-Ribe / Club Med

Dia dos Pais confere sabor especial à etapa do Ranking Fri-Ribe / Club Med


O Centro Hípico Guega, em Ribeirão Preto (SP), realizou neste sábado (07/08) a V Etapa do Ranking Fri-Ribe/Club Med. O evento reuniu conjuntos na disputa que teve um sabor todo especial: por ser véspera do Dia dos Pais, todos queriam presentear o papai com a conquista do lugar mais alto do pódio.

A competição foi aberta pelas crianças na categoria Garupinha, que tem a participação de pequenos cavaleiros e amazonas, a partir de dois anos, acompanhados pelos professores no percurso.

Além do Garupinha, foram disputados as séries 0,80m, 0,90m, 1,00m 1,10m e 1,20m. Para conferir os resultados e fotos dessa e das quatro etapas anteriores do Ranking Fri-Ribe / Club Med de Hipismo 2010, além de informações sobre o Centro Hípico Guega, acesse o site www.guega.com.br.
Centro Hípico Guega é destaque no Campeonato Paulista do Interior

Centro Hípico Guega é destaque no Campeonato Paulista do Interior


Os alunos do Centro Hípico Guega brilharam no Campeonato Paulista do Interior de Equitação Fundamental, realizado no dia 1º de agosto, na Sociedade Hípica de Ribeirão Preto (SP). O evento aconteceu simultaneamente ao Campeonato Aberto e contou com a presença de mais de 100 conjuntos, disputando títulos individuais nas séries Iniciante 0,40m, Preliminar 0,60m, Intermediária 0,80m e Principal 0,90m.

Os jovens talentos passaram pela dura prova de realizar dois percursos distintos em um mesmo dia. Os campeões foram aqueles que obtiveram a maior soma de pontos nas duas passagens, calculada por contagem olímpica.

Na Série Principal 0,90m, cinco alunos do Centro Hípico Guega ficaram entre os 10 primeiros colocados, com destaque para os conjuntos Eduardo Ricci Lellis / Kaled, vice-campeão da categoria, e Felipe Marchezzi / Mamulet, terceiro colocado. Na Série Preliminar 0,60m, Maria Júlia Dall Bello, montando Pantera, chegou em nono lugar.

Confira os resultados finais:

Série Iniciante 0,40m
Campeão - João Pedro Andrade Maia / TC Bento - E-HVREAL
Vice - Sara Fortes Rocha Gomes / Zap - E-HVREAL
3º João Pedro Andrade Maia / Zap - E-HVREAL
4º Diego Messale Ribeiro / Bombom - MSH
5º Karina Calciori / Goldy - MSH
6º Cauê Dinis Junqueira / Xuxa - CHAG
7º Lorena Andred Schiavon / Papaléguas - SHRP
8º Marcella Cecílio de Almeida / Iabiz - MSH
9º Giovana Villa Custódio / Dardo - CHSR
10ºSara Fortes Rocha Gomes / TC Bento - E-HVREAL

Série Preliminar 0,60m
Campeã - Lorenza Salomão / Papaléguas - SHRP
Vice - Gabriela Cocenzo Chaves / TC Bento - E-HVREAL
3º Deborah Penteado Martins Dias / Iabiz - MSH
4º Felipe Piza de Toledo de Lorenzo / Mustang - E-HJC
5º Luana Gomes / Hurur - E-HVREAL
6º Gabriela Cocenzo Chaves / Celebrity - E-HVREAL
7º Ieda Maria de Lima Machado / D Dior - E-HVREAL
8º Gabriella Gonzalez Braghini / Niquel - E-HJC
9º Maria Julia Dal Bello / Pantera - E-EEG
10ºDébora Cecili Silva Maia / Cristal – CEG

Série Intermediária 0,80m
Campeã - Luisa Gabriela Damha / Serra Pau - E-SHC
Vice - Gabriela Batista / Athos - CHSR
3º Sarah Barbeito Emílio Guerra / Serra Pau - E-SHC
4º Ana Carolina Junqueira / Mestre Colony - E-HJC
5º Luisa Gabriela Damha / SL Nagô - E-SHC
6º Sueli Aparecida Martins / Delírio - SHRP
7º Rebeca Felipe Pereira de Souza / Cyrus - E-SHA
8º Gabriel Ribeiro Platinetti / Gryphon - MSH
9º Gilda Gabriel Seabra / Helston - SHRP
10ºJuliana das Neves Melo / Marujo - E-HVREA

Série Principal 0,90m
Campeão - David Rittner Gregori / SL Nagô - E-SHC
Vice - Eduardo Ricci Lellis / Kaled - E-EEG
3º Felipe Marchezzi / Mamulet - E-EEG
4º Pamela Morelo / Hidalgo SJ - E-EEG
5º Camila Brizolari / Patricius JMen - E-SHA
6º Marco Antonio M. Frederico / Catharina - E-HBR
7º Eduardo M. Murukawa / Quarup - E-EEG
8º Luiza Melchert Bozzo / AD Fibra Paladino - E-HPI
9º João Landell / Otavius - E-EEG
10ºMaria Eugênia Elias Garcia / Happy – SHRP
Após três altas, emprego na construção civil desacelera em junho

Após três altas, emprego na construção civil desacelera em junho

Depois de registrar por três meses consecutivos um saldo líquido mensal médio de 45,5 mil contratações, o ritmo de crescimento do nível de emprego na construção civil brasileira desacelerou. Em junho, o setor contratou 30.067 trabalhadores com carteira assinada, o que representou um aumento de 1,12% em relação a maio, segundo pesquisa mensal feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) com a FGV (Fundação Getulio Vargas).

Com o resultado de junho, no primeiro semestre do ano foram contratados 268,4 mil trabalhadores (+10,93%) e no acumulado de doze meses até junho, 386,7 mil (+16,54%). Com isso, o número de empregados formais na construção civil brasileira no fim do primeiro semestre atingiu 2,725 milhões, novo recorde da série histórica.

Segundo o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, “a desaceleração do emprego está ligada a dois fatores: com a proximidade das eleições, diversas obras públicas estaduais foram concluídas e inauguradas nos últimos meses, sem o início de novas; e houve uma ligeira desaceleração no ritmo de crescimento da construção imobiliária, como reflexo dos meses em que os lançamentos diminuíram com a crise financeira internacional no fim de 2008 e início de 2009”.

A desaceleração no emprego foi mais sentida nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. No Estado de São Paulo, houve um saldo de apenas 465 contratações em junho (+0,06%). “A infraestrutura teve queda de 1,06%, como resultado do fim de obras como o Rodoanel e as estradas vicinais”, comenta Watanabe. Ainda assim, no primeiro semestre a construção civil contratou 52 mil trabalhadores no Estado (+7,62%), e em 12 meses, 81,4 mil (+12,46%). Ao final de junho, o setor empregava 735 mil empregados formais no Estado, também um recorde na série histórica.

“Algum dia essa desaceleração iria acontecer, porque o nível de crescimento do setor estava muito acelerado. Mas esta desaceleração não preocupa, continuamos crescendo e a expectativa para os próximos anos ainda é de alta na atividade da construção”, comenta Watanabe.

Na capital paulista, foram contratados 1,2 mil trabalhadores em junho, o que representou um aumento de 0,36% no mês, de 6,65% no ano e de 12,97% em 12 meses.

O fraco saldo final das contratações no Estado de São Paulo também resulta do desempenho do nível de emprego de várias regiões do interior paulista, que registraram saldos negativos em julho. O destaque em termos percentuais foi a região de São José dos Campos, que perdeu 881 empregos no mês (-1,21%). Das regiões que tiveram índices positivos, além da Capital, o destaque foi a de Presidente Prudente, que elevou em 1,94% o contingente de trabalhadores da construção civil (mais 169 empregados).

Brasil – Entre as regiões do Brasil, a que teve maior elevação em termos absolutos foi a Nordeste, com mais 9.176 trabalhadores (+1,69%), seguido pela Sudeste, que contratou 7.711 (+0,55%).
CUB paulista sobe 0,53% em julho

CUB paulista sobe 0,53% em julho

O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo subiu 0,53% em julho. O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil paulista, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV (Fundação Getulio Vargas). O CUB registra aumento acumulado de 5,78% de janeiro a julho e de 5,93% nos doze meses terminados em julho.

A alta no mês foi “puxada” pelos materiais de construção, cujos custos tiveram elevação de 1,15%. O custo da mão de obra não registrou variação (0%) e os custos administrativos, representados pela remuneração de engenheiros e arquitetos, subiram 0,83%. A média ponderada entre as três variáveis resultou no aumento do CUB de 0,53% no mês.

Desta forma, o CUB Representativo da construção civil paulista (R8-N) elevou-se em julho para R$ 904,75 por metro quadrado.

No mês, 28 dos 41 insumos da construção pesquisados registraram altas superiores ao IGP-M do mês: 0,15%. Veja alguns aumentos de custos em julho:
Areia média lavada - 2,86%, Concreto - 2,41%, Porta lisa p/ pintura - 2,37%, Aço CA-50 -1,57%, Telha ondulada de fibrocimento - 1,09%, Chapa de compensado - 1,01%, Azulejo - 0,88%, Tubo de cobre - 0,84%, Tubo PVC para esgoto - 0,68% e Tinta látex branca - 0,64%.
Cavaleiro do Centro Hípico Guega é campeão brasileiro de salto

Cavaleiro do Centro Hípico Guega é campeão brasileiro de salto


O cavaleiro Rodrigo Junqueira Reis Marchezzi, do Centro Hípico Guega, de Ribeirão Preto (SP), venceu o Campeonato Brasileiro de Salto Mini-mirim e Pré-mirim, realizado entre 22 e 25 de julho, na Sociedade Hípica Paranaense, em Curitiba (PR), com a presença de conjuntos de 11 estados do país.

Montando Barbara TW, Rodrigo Marchezzi conquistou o título na categoria Pré-mirim por equipes, representando o Estado de São Paulo ao lado de Guilherme Uvina (com Prático), Patsy Mourão Zurita (com Singular Argus) e Isabela Piovesan Dall Oglio (com Naranco).

A categoria Pré-mirim é destinada a atletas de 12 a 14 anos. No Campeonato Brasileiro participaram 44 conjuntos, em pista com obstáculos de 1,10 metro. Foram três provas ao longo da competição até o desempate, com os cinco conjuntos que fizeram pista limpa.